O que isso te traz de bom

Você já comeu PANC?

Talvez você nunca tenha ouvido falar desse nome, mas elas fazem mais parte do seu dia a dia do que você imagina. Conhecidas como PANC, as chamadas Plantas Alimentícias Não Convencionais são hortaliças, frutas, flores ou ervas que crescem naturalmente em diversos locais. Descubra como incluir as PANCs no cardápio da sua casa!


Azedinha

Rica em ferro, a folha é uma boa opção para receitas de sucos e geleias. Além disso, por ser levemente ácida, ela dispensa tempero quando usada no preparo de saladas.

 

Beldroegão

Conhecida também como major gomes ou língua-de-vaca, suas folhas podem ser consumidas tanto em saladas quanto refogadas. Fonte de magnésio, cálcio, zinco e proteínas, podem ser cultivadas em vasos e ao sol.

 

Capuchinha

Podendo ser utilizada em saladas, pestos e omeletes, suas flores coloridas e comestíveis têm folhas picantes que lembram o sabor do agrião.

 

Caruru 

Popular em cidades do interior, quem já experimentou diz que o sabor é semelhante ao do espinafre. Quer adotar? Ele fica ótimo nos preparos de carne, angu e feijão.

 

Celósia

Espécie de planta ornamental, suas folhas são boas opções para quiches e tortas e suas sementes também são comestíveis e nutritivas.

 

Folha de batata-doce 

Pouca gente sabe, mas além da batata-doce, suas folhas também são ricas em nutrientes e antioxidantes, podendo ser consumidas da mesma maneira que a couve ou espinafre.

 

Ora-pro-nóbis

Utilizada como cerca viva nas decorações, suas folhas largas e flores brancas são ricas em fibras, proteínas, vitaminas, ferro, cálcio e fósforo e usadas com frequência na culinária mineira no preparo de omeletes, tortas, ensopados, bolos e saladas.

 

Peixinho

Felpuda, essa folha ganhou esse nome por ter um sabor parecido com o de peixe. Quer experimentar? Tente empanar e fritar ou utilize no preparo de lasanhas, massas ou risotos.

 

Taioba 

Típico da cozinha caipira e tradicional na culinária de Porto Rico e da Índia, a taioba normalmente é usada como acompanhamento de feijoada ou charutinho, podendo ser consumida apenas se cozida.

 

 

Você na agenda

Já marcou uma hora com você hoje?

Mudar um hábito não é fácil. Mas é possível. E a gente vai te ajudar nisso enviando lembretes, dicas e receitas. Cadastre-se e conte qual é o hábito que você quer mudar.



Cadastrar Entrar


Escrito Por: Unimed

Unimed.

Conteúdos relacionados

O que isso te traz de bom

Alimentação saudável na terceira idade

Unimed |

Aliadas às atividades físicas e intelectuais, esses hábitos saudáveis auxiliam na prevenção de doenças, mais comuns durante esse período. Saiba mais! 

Ler matéria

O que isso te traz de bom

Formas de incentivar a alimentação saudável para crianças e adolescentes

Unimed |

Sempre é tempo de promover a mudança em casa. Separamos 5 formas de incentivar a alimentação saudável.

Ler matéria

O que isso te traz de bom

A importância do amendoim na alimentação

Unimed |

Servido como petisco no Brasil, o amendoim tem ganho cada vez mais espaço na alimentação diária da população. 

Ler matéria

O que isso te traz de bom

Acupuntura: os benefícios da terapia com agulhas

Unimed |

Recurso terapêutico que utiliza agulhas específicas visando estimular determinados pontos pelo corpo, para promoção, manutenção e recuperação da saúde.




Ler matéria