Adote essa prática

É preciso falar sobre doação de sangue

Você sabia que, se cada pessoa saudável doasse sangue duas vezes por ano, seria suficiente para equilibrar os níveis dos bancos de sangue de todo o país?

Diariamente, centenas de pessoas precisam de transfusão de sangue. No entanto, na maioria das vezes, o estoque está sempre abaixo do ideal pois, segundo o Ministério da Saúde, somente 1,8% da população é doadora.

Sem oferecer consequências à saúde de quem se dispõe a ajudar, em cada coleta são retirados menos de 10% do sangue em circulação, uma quantia que corresponde a cerca de 450 ml e que pode salvar até quatro vidas.

Atualmente, o Brasil conta com 27 hemocentros e cerca de 500 serviços de coleta. Para doar, basta ir ao posto de coleta da sua cidade, fazer o cadastro, passar pela triagem, entrevista clínica e seguir as orientações das equipes do local.

Descubra se você pode se tornar um doador!

Eu posso doar sangue se…

     Estiver em boas condições de saúde;

     Tiver entre 16 e 69 anos;

     Pesar acima de 50 kg;

     Tiver dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;

     Estiver alimentado (evitar alimentação gordurosa nas quatro horas que antecedem a doação);

     Estiver com documento original com foto;

Eu não posso doar sangue se…

     Tiver histórico de Hepatite;

     Tiver histórico de AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;

     Tiver histórico de Malária;

     Tiver histórico de Lepra (Hanseníase);

     For portador de Hipertireoidismo e tireoidite de Hashimoto;

     For portador de doença autoimune;

     For portador de Diabetes;

     Tiver histórico de Câncer;

     For portador de febre, gripe ou resfriado

 

Por seguir regras de segurança internacionais, homens devem aguardar um intervalo de 60 dias para repetir a doação (no máximo quatro doações em 12 meses); já as mulheres, 90 dias (no máximo três doações em 12 meses). Além disso, é necessário honestidade na hora da entrevista para garantir a saúde dos futuros receptores.

Para mais informações, procure o hemocentro da sua cidade ou fale com o Disque Saúde pelo 136.

 

 

 

Você na agenda

Já marcou uma hora com você hoje?

Mudar um hábito não é fácil. Mas é possível. E a gente vai te ajudar nisso enviando lembretes, dicas e receitas. Cadastre-se e conte qual é o hábito que você quer mudar.



Cadastrar Entrar


Escrito Por: Unimed

Unimed.

Conteúdos relacionados

Adote essa prática

Do diagnóstico à mudança de hábito

Debs Aquino |

Alguns momentos da vida nos levam a mudar hábitos de maneiras radicais, mas buscar o equilíbrio é fundamental para encarar os desafios de maneira saudável. A Debs Aquino conta pra gente um pouco da sua trajetória, que teve uma reviravolta  com a descoberta de um câncer, mas que chegou ao equilíbrio por meio de força de vontade, escolhas conscientes e determinação. Confira!

Ler matéria

Adote essa prática

Como perceber resultados dos exercícios?

Unimed |

Confira algumas dicas e cuidados para que os resultados dos exercícios físicos apareçam mais rapidamente.

Ler matéria

Adote essa prática

Viva bem sem tabagismo

Unimed |

No Brasil há diversos focos na diminuição do número de fumantes e visando proteger aos que também não fumam. Confira alguns motivos para parar de fumar e alguns tratamentos.

Ler matéria

Adote essa prática

Entenda mais sobre a saúde bucal

Unimed |

Os hábitos e estilo de vida impactam na saúde dos dentes! Entenda mais sobre a saúde bucal e quais cuidados tomar.

Ler matéria